Quando o prato magnético é uma mais-valia?

O Prato magnético veio trazer uma nova forma de fixação para a indústria metalomecânica. É normal que uma fixação não mecânica nos possa causar estranheza, afinal ela é invisível. As primeiras dúvidas do nosso mercado são claras: Como funciona? Será que está mesmo seguro? E mesmo com respostas positivas a estas dúvidas, a maior delas surgiria: Há alguma vantagem nisso?
A fim de elucidar estas e outras questões, ilustramos 3 situações em que o prato magnético é uma mais-valia.

 

Para maquinar peças irregulares

 

Peças com ângulos arredondados, de dimensões não regulares ou sem paralelismo, para além da rapidez de as fixar num prato eletromagnético, tratam-se de peças que podem não garantir uma boa fixação quando recorremos a uma prensa. O mesmo ocorre com peças não retificadas, com superfície irregular, onde é comum haver um desnível plano.

Estas situações de peças irregulares, quando mal fixadas, acarretam um risco que poderá provocar a perda da peça durante a maquinação pela imprecisão no corte.

O Prato magnético é perfeito para estas situações: a fixação é feita pela parte inferior com auxílio de niveladores, de forma uniforme evitando o desnivelamento da peça.

 

Maquinação em mais ângulos

 

A correta fixação com a utilização de uma prensa convencional exige aperto em 2 faces paralelas opostas, além da utilização de uma outra face de conexão entre as duas. Temos assim, o exemplo de uma peça cubica, a anulação da possibilidade de maquinação por completo em metade do material. Por outro lado, a fixação com um prato eletromagnético utiliza somente uma das faces, no exemplo de uma peça cubica, permite-nos maquinar 5 faces.

 

Maquinação em peças grandes

 

Uma prensa necessita ter apertos em ângulos opostos sendo um inconveniente quando se pretende fixar peças de grande dimensões. Grampos e T-nuts são soluções convencionais que, além de limitarem as faces passíveis de maquinação, elevam tempo de fixação da peça. Nestas situações, o prato magnético, além de utilizar somente uma face para fixação, também oferece vantagem na velocidade para fixação. Pela tecnologia eletromagnética permanente a peça mantem-se com elevado nível de fixação, mesmo com parte dela fora do prato.

Ainda há muito mais para falar sobre os pratos magnéticos. Como os seus diferentes tipos, seu funcionamento e sua operação. Acompanhe o nosso blog e saiba mais sobre como esta ferramenta pode contribuir para o seu trabalho!

 

 

Menu

Condições da campanha

Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição Condição